Parceria entre OMS, Prefeitura de Curitiba e Autism Speaks

O prefeito Rafael Greca firmou na última quinta-feira (1/3) uma parceria pioneira no Brasil com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Fundação Autism Speaks para o desenvolvimento de crianças com autismo em Curitiba. O programa vai capacitar pais e familiares de crianças com autismo para serem protagonistas na melhoria da qualidade desses indivíduos.

É a primeira vez que a OMS e a Autism Speaks efetivam uma parceria com um poder público municipal. Até agora, os convênios vinham sendo firmados entre a OMS e governos federais.

Curitiba coloca o Brasil como 30º país a receber o programa e a cidade será pioneira ao servir de piloto para um modelo de parceria da OMS com um município.

Confira matéria completa: https://goo.gl/c63fsr

Médica alerta para a divulgação de informações falsas sobre autismo e TDAH

A divulgação de informações falsas sobre distúrbios neurocomportamentais, como o autismo, podem levar os pais a acreditar em curas milagrosas ou até mesmo deixar de vacinar os filhos. O alerta foi feito pela neurologista Ana Low, especialista em neurologia infantil e neurofisiologia clínica pela Universidade de Ottawa, Canadá. Em palestra nesta quinta-feira (22), no Senado, a especialista alertou para várias informações falsas divulgadas atualmente, que podem prejudicar pais e crianças.

A palestra “Autismo e Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade: distúrbios neurocomportamentais que interferem no desenvolvimento da criança” foi promovida pela Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz, do Senado.

Como exemplo de informações falsas que geraram consequências graves, ela citou a divulgação de estudos que associavam, por exemplo, as vacinas ao autismo. O transtorno comportamental compromete o desenvolvimento da linguagem, a socialização, a coordenação motora e dificulta a expressão de afetividade por outros indivíduos.

Um desses estudos, publicado em 1998, apontou uma relação entra a vacina MMR – que protege contra sarampo, rubéola e caxumba – e o transtorno. Muitos pais deixaram de vacinar os filhos, o que gerou epidemias como a de sarampo na Europa. Anos depois, o artigo foi considerado fraudulento e o pesquisador se retratou.

Outro alerta feito pela neurologista foi sobre o anúncio de dietas que seriam capazes de curar o autismo, como uma alimentação com itens orgânicos e variados, sem glúten, sem lactose. Para ela, as recomendações feitas, em geral, serviriam para qualquer  criança, não apenas para as autistas.

–  O desespero pela cura do autismo faz os pais buscarem uma miscelânea de coisas, que podem beneficiar qualquer criança, mas não vão curar o autismo – afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

APAE’s de SP receberão R$ 4,6 milhões em 2018 segundo a SE de SP.

A Secretaria de Educação do Estado ampliou o repasse por aluno com deficiência para as 10 instituições conveniadas da região de Araçatuba, conforme anunciado pelo governador Geraldo Alckmin nesta semana, e destinará cerca de R$4,6 milhões em 2018, 7% a mais que em 2017, quando foram investidos R$4,3 milhões. Para todo Estado valor investido é […]

via Apae’s da região receberão R$ 4,6 milhões em 2018 — Portal LR1

Prevalência mais recente do CDC (02.01.2018)

Segundo o estudo, realizado entre 2014 e 2016 com os pais de 30.502 crianças e adolescentes de entre três e 17 anos de todo o país, a taxa de prevalecimento de transtornos autistas foi de 2,24% em 2014, 2,41% em 2015 e 2,58% em 2016, o que representa uma média de uma em cada 47 crianças com autismo nos Estados Unidos.

Efeitos da música em crianças autistas

A Revista Psicologia USP lança nova edição (volume 28, número 3, 2017) e apresenta artigos sobre os efeitos da música para crianças autistas.

Foto: Harsh/Flickr

altA dimensão musical de lalíngua e seus efeitos na prática com crianças autistas investiga-se a relação da lalíngua com a música e suas contribuições para a clínica do autismo. Lalíngua é uma palavra inventada pelo psicanalista Jacques Lacan, que se refere ao papel fundamental da linguagem na estruturação do inconsciente. Os artigos completos estão disponíveis no Portal de Revistas da USP.

.

Mais informações: e-mail  revpsico@usp.br