A divulgação de informações falsas sobre distúrbios neurocomportamentais, como o autismo, podem levar os pais a acreditar em curas milagrosas ou até mesmo deixar de vacinar os filhos. O alerta foi feito pela neurologista Ana Low, especialista em neurologia infantil e neurofisiologia clínica pela Universidade de Ottawa, Canadá. Em palestra nesta quinta-feira (22), no Senado, a especialista alertou para várias informações falsas divulgadas atualmente, que podem prejudicar pais e crianças.

A palestra “Autismo e Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade: distúrbios neurocomportamentais que interferem no desenvolvimento da criança” foi promovida pela Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz, do Senado.

Como exemplo de informações falsas que geraram consequências graves, ela citou a divulgação de estudos que associavam, por exemplo, as vacinas ao autismo. O transtorno comportamental compromete o desenvolvimento da linguagem, a socialização, a coordenação motora e dificulta a expressão de afetividade por outros indivíduos.

Um desses estudos, publicado em 1998, apontou uma relação entra a vacina MMR – que protege contra sarampo, rubéola e caxumba – e o transtorno. Muitos pais deixaram de vacinar os filhos, o que gerou epidemias como a de sarampo na Europa. Anos depois, o artigo foi considerado fraudulento e o pesquisador se retratou.

Outro alerta feito pela neurologista foi sobre o anúncio de dietas que seriam capazes de curar o autismo, como uma alimentação com itens orgânicos e variados, sem glúten, sem lactose. Para ela, as recomendações feitas, em geral, serviriam para qualquer  criança, não apenas para as autistas.

–  O desespero pela cura do autismo faz os pais buscarem uma miscelânea de coisas, que podem beneficiar qualquer criança, mas não vão curar o autismo – afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Categoria:
Opinião, Reportagem
Tags:
,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: