Diferença entre teleconsulta, telemonitoramento e teleconsultoria

Basicamente, a diferença entre teleconsulta telemonitoramento e teleconsultoria é a possibilidade de sua ação ser “ao vivo” (síncrona) ou “gravada” (assíncrona) na presença virtual do profissional que a elaborou. O aplicativo ODAPP, na maior parte do tempo, é utilizado para telemonitoramento. Porém, muitos terapeutas que atuam também com treinamento e avaliação funcional tem utilizado a ferramenta para teleconsultoria. Veja o exemplo do Instituto Comviver para Formação de Acompanhamentes Terapêuticos (at)

Tipicamente, o telemonitoramento é utilizado em complementação à intervenção presencial seja por questões financeiras, geográficas ou por indisponibilidade do contato físico entre o profissional e seu paciente. O telemonitoramento pode ocorrer por meio de um intermediário chamado cuidador, devidamente treinado e monitorado com recursos tecnológicos de comunicação sem fio pelo profissional. Pais treinados e supervisionados por terapeutas, mediadores escolares treinados por Pedagogos com especialização em Educação Especial são exemplos. O treino pode ser assíncrono (gravado e assistido a medida da necessidade) e a supervisão síncrona (envio de dados em tempo real a medida que a intervenção é feita). Ambos podem ser feitos assíncronos (p.e.: não há uma comunicação sem fio disponível no momento da intervenção para envio dos dados). São várias as possibilidades.

A teleconsulta, consulta clínica registrada e realizada pelo profissional à distância, geralmente é utilizada em procedimentos de menor complexidade com contato virtual direto entre o profissional e seu paciente (sem intermediários) “ao vivo”. Softwares de videoconferência são muito populares e ganham cada vez mais adeptos, principalmente nas empresas que oferecem assistência à saúde mental de seus colaboradores.

Já a teleconsultoria tem objetivo maior de transmitir conhecimento por meio de treinamento ou esclarecer dúvidas sobre procedimentos clínicos e ações de saúde. Pode ser síncrona ou assíncroma com contato virtual direto entre o profissional e seu paciente ou grupos de outros profissionais que desejam capacitação na área da saúde.

Plataforma ODAPP presente na Bett Educar 2019

O Observatório do Autista participa da Bett Educar 2019 em São Paulo de 14/05 a 16/05, a maior feira de educação e tecnologia da América Latina. Na oportunidade, apresentará a nova Plataforma ODAPP para Escolas de Ensino Básico e Fundamental.

A nova Plataforma ODAPP para Escolas permite aos Educadores, Assistentes e Gestores entregarem a mediação escolar personalizada, de qualidade e baixo custo para alunos com autismo, TDAH e DI. Permite também à instituição de ensino engajar as famílias na formação dos alunos tanto no ambiente escolar quanto em casa ou nas terapias realizadas em consultório.

Saiba mais falando com um de nossos especialistas.

Solicite um orçamento para sua escola e aproveite as condições especiais de pré-lançamento da Bett Educar 2019.