Metade das clínicas para autismo tem menos de 30 dias de vida com o Covid-19?

Uma análise [1] do JPMorgan Chase Institute com 597.000 pequenas empresas americanas de fevereiro a outubro de 2015 constatou que metade delas possuía caixa suficiente para suportar 27 dias sem recebimentos. Ou seja, potencialmente estão a menos de um mês de enfrentarem risco de insolvência.

Quase a totalidade das clínicas especializadas em crianças com autismo e outros transtornos do desenvolvimento no Brasil provavelmente estão nesta mesma situação por conta do Covid-19. De portas fechadas, com atendimento presencial interrompido e prejudicando o tratamento de seus pacientes.

Por conta disso, liberamos para elas e também Psicólogos, Fonoaudiólogos, Terapeutas Ocupacionais e Psicopedagogos [2], seguradoras e planos de saúde todas as versões da plataforma ODAPP® GRATUITAMENTE por prazo indeterminado. Ela permite o treinamento de pais e supervisão a distância das terapias em domicílio com autonomia para criação de manuais, folhas de registro online e gráficos de desempenho com controle de data e hora se sua realização. Conheça todas as versões neste link https://lnkd.in/d263RAw

[1] Cash is King: Flows, Balances, and Buffer Days. Evidence from 600,000 Small Businesses. Diana Farrell and Chris Wheat. JPMorgan Chase Institute, 2015.

[2] Pequenas clínicas, Psicólogos, Fonoaudiólogos, Terapeutas Ocupacionais e Psicopedagogos autônomos – os mais afetados – podem baixar gratuitamente o aplicativo no link https://lnkd.in/d263RAw

Profissionais poderão fazer atendimento on-line sem necessidade de aguardar confirmação de cadastro no e-Psi

Em função das recomendações do Ministério da Saúde, Organização Mundial de Saúde (OMS), Secretarias de Saúde e autoridades civis sobre eventuais possibilidades de quarentena, resguardo e isolamento a fim de evitar o alastramento da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, o Sistema Conselhos de Psicologia comunica à categoria que as(os) profissionais que optarem pela prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologia da informação e da comunicação, como o atendimento on-line, devem realizar o cadastro pelo site “Cadastro e-Psi” (link: https://e-psi.cfp.org.br/). Porém, temporariamente para os meses de março e abril, não será necessário aguardar a confirmação da plataforma para começar o trabalho remoto.

Saiba mais aqui

Supervisão terapêutica online é um importante apoio para epidemias como o Coronavírus

Ainda incipiente no Brasil, serviços como o da ODAPP, que usam a tecnologia para o contato entre a criança com TEA e seu terapeuta, são uma arma importante de clínicas e seguradoras para evitar a disseminação do novo coronavírus no Brasil.

Existem evidências de que a supervisão terapêutica online pode contribuir significativamente para casos como esse, em que se faz necessário um olhar criterioso, em tempo real, de terapeutas capacitados, assim como a utilização de sistemas digitais para dar continuidade às terapias com menor risco de disseminação do virus.

A supervisão terapêutica online é uma importante ferramenta para levar a terapia, independente do local onde a criança com TEA estiver. Usando a supervisão terapêutica online pode-se treinar e capacitar os pais para realizarem um reforço no atendimento em casa ou os professores na escola. Estes cuidadores, devidamente treinados e supervisionados pelo terapeuta a distância, realizam o preenchimento das folhas de registro em tempo real e emitem os resultados e evolução clínica da criança a distância automaticamente.

Conheça mais os serviços da ODAPP aqui